Pages

Novidades

sábado, 7 de janeiro de 2012

[saborearte] Temperos antigordurinhas

 

Temperos antigordurinhas

Eles aceleram o metabolismo, queimam gordura e dão um sabor especial às receitas

Só de olhar para um prato de comida você já imagina as gordurinhas acumulando na sua silhueta? Pois saiba que certos itens, além de saborosos, queimam os excessos. Isso mesmo! A ciência anda empenhada em descobrir ingredientes potentes que ajudam a eliminar os quilos extras, com benefícios à saúde, é claro. E o resultado de tantas pesquisas e estudos não poderia ser melhor: descobriram que vários temperos contribuem para secar as gordurinhas.

Como eles agem? "Alguns exigem mais energia do organismo para serem digeridos. Por isso, estimulam o metabolismo a trabalhar em ritmo acelerado e aumentam a temperatura corporal, facilitando a queima de gordura", explica o nutrólogo do Instituto Nutre, Euclésio Bragança, de São Paulo.

Mas as vantagens não param por aí, não. Eles também promovem rapidamente a saciedade, evitando que você devore um pote de sorvete ou ataque aquela barra de chocolate.

Há ainda os que varrem as toxinas do organismo e evitam o acúmulo do tecido adiposo. Conheça agora os temperos queimadores de gordura, que vão dar mais sabor às suas receitas com poder emagrecedor. Aposte nesses aliados para chegar ao verão sequinha, sequinha!

CÚRCUMA - organismo a mil


Segundo um estudo do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), a ingestão de compostos bioativos presentes na curcumina contribui para o consumo extra de calorias e de gorduras totais e saturadas. Pesquisadores da Universidade de Tufts (EUA) explicam ainda que o condimento evita a formação de vasos que alimentam o tecido gorduroso. Outra boa razão para incluir a cúrcuma no prato, na opinião de Andréia Naves, é sua propriedade antioxidante e anti-inflamatória, atuando na prevenção, inclusive, da compulsão alimentar. Isso porque, durante um processo inflamatório, existe uma deficiência na absorção de nutrientes que atuariam sobre a ansiedade, o apetite e o estresse, desencadeando os episódios de compulsão. "Recorrer ao tempero diminui os episódios de gula e fica mais difícil ultrapassar o limite calórico diário", diz a nutricionista.
Quanto consumir 1 colher (café) do pó por dia. "Acrescente preferencialmente ao final dos preparos, para garantir seus benefícios, pois com o cozimento o composto perde o poder antioxidante. E utilize associada à pimenta-do-reino, para que sua absorção seja ainda melhor", ensina Andréia.
Dica de consumo Guarde num vidro e use 1/2 colher (chá) por dia, ao fazer arroz, a sopa, no molho da salada, ou acrescente diretamente sobre a comida. Polvilhe o tempero ao final do preparo do alimento, nas principais refeições. No arroz, além de ganhar um gostinho especial, fica lindo!
Contraindicação Desde que consumida com moderação (como no caso da culinária), não há nenhum risco, pelo contrário: estudos conduzidos no Centro de Pesquisa do Câncer de Cork, na Irlanda, verificaram que a cúrcuma é capaz de matar células cancerígenas do esôfago, ou seja, é benéfica para quem possui câncer na garganta.

MOSTARDA - gás no metabolismo

 


"O nome mostarda deriva do latim mustum ardens, que significa 'estar queimando'.
Quanto consumir 1 colher (sobremesa) 2 vezes ao dia. Pode ser a versão amarela ou a escura. Ainda melhor se tiver wasabi ou raiz forte na composição, pois o efeito é potencializado. Não exagere na dose, pois o molho contém açúcar.
Dica de consumo Misture-a ao tempero de saladas, carnes e aves. Além de dar um sabor especial ao prato, pode substituir o sal.
Contraindicação Não há.

VINAGRE DE MAÇÃ - fome zero

 


Um estudo sueco observou que pessoas que comeram um pedaço de pão molhado em vinagre antes das refeições emagreceram mais rapidamente. A conclusão dos pesquisadores é de que o ácido acético faz com que alimentos demorem mais para passar do estômago para o intestino, deixando você saciada por mais tempo. O vinagre também ajudaria a diminuir o açúcar do sangue, que aumenta quando você come carboidratos refinados. De acordo com cientistas do estado americano do Arizona, acrescentar 2 colheres (chá) de vinagre em uma refeição com carboidratos pode reduzir o índice glicêmico em 20%. Isso porque o ácido acético retarda o esvaziamento do estômago, reduzindo a velocidade com que o carboidrato entra na corrente sanguínea e, consequentemente, o acúmulo de gordura!
Quanto consumir Cerca de 3 colheres (café) por dia.
Dica de consumo Tome um copo de água morna (200 ml) misturado com 1 e ½ colher (chá) de vinagre de maçã não refinado (produto obtido através da fermentação natural da fruta) pela manhã e antes do almoço, durante 2 meses. "Essa mistura pode diminuir a circunferência abdominal em até 4 centímetros em 4 meses", conta o nutrólogo e cardiologista Sérgio Puppin (RJ). Mas depois desse período o organismo cria resistência. "Por isso, vale a pena interromper a sequência a cada 3 semanas, descansando uma", ensina o médico. Se preferir, use o vinagre no tempero de saladas, por exemplo.
Contraindicação O ácido acético é capaz de agredir as mucosas da parede estomacal. Em excesso, pode provocar gastrite ou úlcera. Já nas versões maçã e balsâmico, a acidez é um pouco menor. Mesmo assim, é bom não exagerar.

GENGIBRE - temperatura nas alturas

 


"Um estudo chinês mostra que o consumo diário de gengibre acelera o metabolismo em 20%, aumentando a queima de gordura", diz o nutrólogo e cardiologista Sérgio Puppin, do Rio de Janeiro. Isso porque o gingerol, um dos princípios ativos, aumenta a temperatura corporal e exige maior demanda de calorias do organismo. Andréia Neves lembra ainda que a raiz é um poderoso antiinflamatório. Não é à toa que as farmácias vendem balas de gengibre para tratar dores de garganta.
Quanto consumir O ideal é 1 porção de 15 gramas.
Dica de consumo Para evitar perda de suas propriedades, é melhor ingerir o gengibre cru. "Fica ótimo se adicionado ao suco (de abacaxi, por exemplo) ou ralado como tempero na comida", conta Roseli. Vale ainda comprá-lo em pó e acrescentá-lo a todo tipo de preparação. Esta versão também pode ser feita em casa: corte o gengibre em fatias bem finas e deixe-as secando na sombra por 1 semana; bata no liquidificador até virar pó. Consuma 1 colher (café) por dia. Ele dura até 6 meses num recipiente fechado.
Contraindicação Segundo Francine, qualquer pessoa pode consumir gengibre numa boa.

CANELA - saciou geral

 


Quer saber outra qualidade da especiaria? Ela diminui a fome! "A canela ajuda a equilibrar os níveis de insulina no organismo. Como o excesso desse hormônio no sangue dá a falsa sensação de que precisamos comer mais, com pitadas de canela você sente menos necessidade de lambiscar durante o dia", explica a nutricionista Francine Souza Gomes Schmidt, de Curitiba.
Quanto consumir O ideal é 1 colher (chá) de canela por dia.
Dica de consumo Polvilhe a canela em pó sobre as frutas, como banana e maçã. Ou, se preferir, adicione-a ao leite quentinho, fica uma delícia!
Contraindicação Pode causar alergia em pessoas que são hipersensíveis, alerta Andréia.

ÓLEO DE CÁRTAMO - bye bye, excessos


Com essas promessas tentadoras, o óleo de cártamo, a cápsula mágica do momento, vem ganhando adeptas entre as mulheres que buscam uma silhueta mais enxuta. "Ele tem alta concentração de ácido linolênico, que atua principalmente na queima da gordura abdominal", explica Roseli. Segundo o nutrólogo Euclésio, pesquisadores do Departamento de Ciência e Tecnologia Bioquímica, da Universidade Nacional de Taiwan, constataram que o óleo de cártamo tem o poder de elevar a taxa de catabolismo das gorduras, pois aumenta a atividade da lipoproteína lipase, que tem a função de quebrar as moléculas de gordura. Quanto consumir De 2 a 3 cápsulas de 100 mg por dia.
Dica de consumo Geralmente é oferecido em forma de cápsulas.
Contraindicação Segundo Roseli Rossi, o óleo de cártamo não tem nenhum efeito colateral.

LIMÃO - xô, gordura


"O ácido cítrico tem ação adstringente, agindo como se fosse um detergente que dissolve toxinas e gorduras. O sabor azedo dá a ideia de que a fruta é capaz de aumentar a acidez no organismo. Mas não é o que acontece: o limão tem ação alcalinizante (outro mérito do ácido cítrico) e, por isso, deixa o pH do sangue e de outros líquidos corporais menos ácidos. Isso favorece o funcionamento do metabolismo e do organismo como um todo, facilitando a perda e a manutenção do peso. Por ter ação antisséptica (de novo, por causa do ácido cítrico), ele ainda combate os microrganismos inimigos que provocam fermentação no estômago e no intestino. Ou seja, é um alimento que pode evitar o acúmulo de gases. E se o seu intestino anda preguiçoso, é mais um motivo para você aderir à fruta, que, segundo a química ConceiçãoTrucom, autora do livro O poder de cura do limão (Editora Alaúde), tem um leve efeito laxativo.
Quanto consumir Três limões por dia são suficientes para você perder peso de maneira segura.
Dica de consumo "Esprema 1 limão num copo d'água, como se fosse uma limonada sem açúcar. Beba em jejum, 30 minutos antes do café da manhã, para que a 'faxina' não seja prejudicada por nenhum alimento sólido. Repita a receita de 10 a 15 minutos antes do almoço e do jantar", ensina Sérgio. Mas se preferir, use a fruta para temperar salada, peixe, carne assada e lentilha.
Contraindicação Dependendo do organismo, a ingestão exagerada de limão pode agredir o estômago.

SALSINHA - faxina interna

 
Uma dos grandes obstáculos do processo de emagrecimento é o acúmulo de substâncias inflamatórias que o próprio tecido adiposo produz. A salsinha ajuda na eliminação dessas toxinas e auxilia na perda de peso", explica Roseli.
Quanto consumir À vontade. Para ter efeito, no entanto, é preciso ingerir pelo menos meio maço por dia.
Dica de consumo Picada, adicionada em saladas ou no preparo de pratos quentes, como massas, assados, cozidos e risotos. Também pode ser usada em forma de chá (no mínimo 3 xícaras ao dia).
Contraindicação Não há.

PIMENTAS - têm poder de fogo!


Elas estimulam a queima de estoques de gordura. Isso graças à capsaicina, substância presente na parte esbranquiçada, onde ficam as sementes. O mecanismo é simples. Para quebrar os nutrientes dos alimentos e absorvêlos, o aparelho digestivo trabalha duro e gasta muito combustível. A capsaicina estimula o organismo a se abastecer usando os depósitos gordurosos. Esse processo aumenta a temperatura corporal e, para diminuí-la, lá se vão mais calorias. "Um trabalho do Instituto Politécnico de Oxford (EUA) mostrou que a pimenta aumenta o metabolismo em 20%, além de retirar gorduras das artérias", conta a nutricionista Francine Souza Gomes Schmidt, do Paraná. E ela ainda reduz a fome porque estimula o sistema nervoso a liberar noradrenalina e adrenalina, que atuam na diminuição do apetite. O condimento também age sobre a colecistoquinina, hormônio relacionado à saciedade.
Quanto consumir Até 3 g por dia. Isso equivale de 5 a 10 gotinhas do molho de pimenta nas refeições, algumas rodelas in natura ou cozidas. A mais indicada é a pimenta vermelha (caiena). Quanto mais ela arder na boca, melhor será o resultado.
Dica de consumo Tempero de carnes, massas e saladas, na forma de molhos, conservas ou crua. Quem não consegue comer por causa do sabor, pode consumir em cápsulas.
Contraindicação
Hemorroidas e gastrite. Pode irritar as mucosas e as paredes das veias, provocando ardor.

 

 

http://revistashape.uol.com.br/dieta/1716/materia/temperos-antigordurinhas

 

 

 

__._,_.___
Atividade nos últimos dias:
Moderadores:

sandrinne2@gmail.com
frida78br@yahoo.com.br



"A verdadeira felicidade é impossível sem verdadeira saúde, e a verdadeira saúde é impossível sem um rigoroso controle da gula".

Mahatma Gandhi
.

__,_._,___

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...